O PROTAGONISMO JUVENIL NOS MOVIMENTOS DE REPRESENTAÇÃO ESTUDANTIL

Marisa ALVES VENTO

Resumo


O presente artigo é resultado do projeto de pesquisa que teve como objetivo estudar a importância da participação e representação estudantil no espaço da instituição escolar. A pesquisa foi desenvolvida a partir de estudos teóricos e da observação e acompanhamento da constituição do grêmio estudantil no Campus de Aparecida de Goiânia. A existência de instâncias de participação, dentro da escola, para que os estudantes possam desenvolver o exercício da cidadania, colaborar e melhorar a sua comunidade é um fator que contribui decisivamente na formação política desses jovens estudantes tornando-os protagonistas. Entretanto, o protagonismo juvenil pressupõe que relações dinâmicas se estabeleçam entre o processo formativo e a difusão do conhecimento sobre a importância da participação e da responsabilidade. Nessa perspectiva é que se desenvolverá a educação para a cidadania ética e responsável, valorizando as expressões e manifestações juvenis. A conclusão da pesquisa realizada mostrou que o Grêmio Estudantil, enquanto instância de participação do jovem, apesar do seu papel importante no sentido de formar lideranças, conta com enormes desafios para cumprir sua finalidade. Pois caso não haja uma formação voltada para a construção da cidadania e dos valores democráticos, e se o jovem aluno não for incentivado à participação com responsabilidade, ele não será protagonista.


Palavras-chave


Protagonismo juvenil; Participação; Cidadania

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.