CONTROLE DE MIT PELA RESISTÊNCIA DO ROTOR VERSUS COTROLE POR INVERSORES DE FREQUÊNCIA - UMA PERSPECTIVA DA EFICIÊNCIA E DA QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA

Raquel Netto Cavallari Nascimento, Aylton José Alves, Wesley Pacheco Calixto, Elder Geraldo Domingues

Resumo


Este artigo testa experimentalmente o potencial de racionalização de energia elétrica, pela utilização de motores de indução em velocidade variável, em sistemas em que a carga do sistema é variável com a velocidade. A avaliação experimental valida e utiliza-se das relações de Rateaux, que correlacionam: velocidade da motobomba, carga do sistema e potência elétrica consumida, em sistemas de bombeamento. Testes realizados em laboratório comparam o acionamento, em velocidade variável, de motores de indução com rotores em gaiola com velocidade controlada através de inversores de frequências e motor de indução de rotor bobinado com controle de velocidade através de resistências variáveis no rotor. São apresentados resultados, que possibilitam uma avaliação comparativa entre as vantagens e desvantagens de se utilizar motores de indução com rotores em gaiola, com velocidade controlada por inversores de frequências ou motores de rotor bobinado com controle por escorregamento (SC).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.