AÇÕES COLETIVAS E MOVIMENTOS SOCIAIS EM FORMOSA: DA EXPERIÊNCIA HISTÓRICA ÀS INICIATIVAS ATUAIS.

Bruna Salviano Campos, Rodrigo Pereira Santiago dos Santos, Danilo José Dálio, Paulo Rodrigo Alves dos Reis

Resumo


As ações coletivas e os movimentos sociais constituem-se perpétuos em nossa sociedade. A perenidade destes fenômenos sociais ocorre, sobretudo, devido à eficácia e a mobilidade que assumem ao estabelecerem seus objetivos. Destaca-se então, a importância de analisar o assunto, a fim de entendermos as especificidades destes instrumentos capazes de promoverem a integração social, política e cultural.   Buscamos divulgar os resultados obtidos durante a execução deste Projeto de Iniciação Científica para o Ensino Médio. Nosso projeto buscou através da pesquisa: “Os movimentos sociais em Formosa: levantamento bibliográfico, histórico-documental e oral dos últimos anos na região” (OLIVEIRA; BARROS; COMERLATTO; MOURA, 2012), aprofundar-se perante estes resultados, pretendendo analisar e compreender as suas metas e aplicações, através de mecanismos que possibilitassem o contato direto com estes grupos. Contudo, trata-se de dar continuidade à discussão anteriormente levantada, além da preocupação em contribuir para a preservação da memória, história e informação construídas coletivamente pela sociedade formosense. Produzindo conhecimento e estimulando novas discussões.         


Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDER, Jeffrey C. Ação coletiva, cultura e sociedade civil: secularização, atualização, inversão, revisão e deslocamento do modelo clássico dos movimentos sociais. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo: 1998. Disponível em: http://www.scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69091998000200001&|neg=en&n rm=iso&ting=pt. Acessado em: junho de 2013.

AMMANN, Safira Bezerra. Movimento popular de bairro: de frente para o estado em busca do parlamento. 2ª Edição. São Paulo: Cortez, 2008.

BERNARDES, Marco Aurélio; LÔBO, Jucelina de Moura. Formosa em retinas idosas. Brasília: Solo Editores, 1994.

BRYM, Robert J. [et. al]. Sociologia: sua bússola para um novo mundo. São Paulo: Editora Cengage Learning, 2008.

DOMINGUES, José Maurício. Ensaios de sociologia: teoria e pesquisa. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

FERREIRA, Jairo; VIZER, Eduardo. Mídia e movimentos sociais: linguagens e coletivos em ação. São Paulo: Paulus, 2007. GOHN, M. da G (Org.). Movimentos sociais no início do século XXI: antigos e novos atores sociais. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2003.

GOHN, M. da G. Novas teorias dos movimentos sociais. São Paulo: Edições Loyola, 2012.

GOHN, M. da G. Movimentos sociais e redes de mobilizações civis no Brasil contemporâneo. 2ª Edição. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

GOHN, M. da G. História dos movimentos e lutas sociais: a construção da cidadania dos brasileiros. São Paulo: Edições Loyola, 1995.

JACINTO, Olympio. Esboço histórico de Formosa. 2ª Edição. Brasília: Academia de Letras e Artes do Planalto, [1931] 1979.

LIRA, Fernando Barreto. A greve e os novos movimentos sociais: para além da dogmática jurídica e da doutrina da OIT. São Paulo: LTr, 2009.

FRANK, André Gunder; FUENTES, Marta. Dez tezes acerca dos movimentos sociais. Lua Nova: Revista de Cultura e Política nº17/1989 – versão eletrônica. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64451989000200003. Acessado em: junho de 2013.

MALFATTI, Selvino Antonio. Os Movimentos Sociais em Alan Touraine. Revista Estudos Filosóficos nº 6/2011 – versão eletrônica. Disponível em: http://www.ufsj.edu.br/revistaestudosfilosoficos. Acessado: em junho de 2013.

MISCHE, Ann. De estudantes a cidadãos: Redes de jovens e participação política. Universidade de Columbia, 1997. Revista Brasileira de Educação nº 5 e 6/1997 – versão eletrônica. Disponível em: http://www.juventude.gov.br/conjuve/documentos/juventude-contemporaneidade. Acessado em: junho de 2013.

OLIVEIRA, Fernanda L; BARROS, Thaís V; COMERLATTO, Giovani; MOURA, Luís C. Os movimentos sociais em Formosa: levantamento bibliográfico, histórico-documental e oral dos últimos anos na região. Relatório de Pesquisa do Instituto Federal de Goiás, Campus de Formosa, 2012.

REIS, Paulo Rodrigo Alves dos. Educação do campo, Movimentos Sociais e Políticas Públicas. Espaço de atuação: Licenciatura do campo versus Educação do campo. Universidade de Brasília: Observatório de Educação do Campo. I Encontro Internacional de Educação do Campo. Agosto de 2010. Disponível em: http://www.encontroobservatorio.unb.br/arquivos/artigos/244.pdf. Acessado em: junho de 2013.

SANTOS, Regina Bega dos. Movimentos sociais urbanos. São Paulo: Editora Unesp, 2008.

SOUZA, Dileno Dustan Lucas de. Movimentos sociais, ONGs e educação: um estudo de caso. Aparecida, SP: Ideias & Letras, 2009.

TOMAZI, Nelson Dacio. Iniciação à Sociologia. 2ª Edição. São Paulo: Atual, 2000.

VIEIRA, Gilvan José. Formosa: cidade e povo. Brasília. Teixeira, 2010.

WARREN, Ilse Scherer. Redes de Movimentos Sociais. São Paulo: Edições Loyola, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.